A Dor AmigaNesta semana lesionei o ombro treinando uma queda avançada de Aikido (ushiro otoshi) que não tenho tanta prática. Antes ter acontecido comigo do que com os alunos, porém o fato mais interessante foi a pergunta da maioria das pessoas ao relatar o ocorrido: “Mas você não está tomando nada ?”

A dor foi causada por um trauma físico. Sim, ela está limitando meus movimentos. Meu ombro está em processo de recuperação e precisa de tempo para voltar ao estado natural. A dor tem um sentido biológico. Neste caso, mostra-me os limites do meu corpo e dos movimentos que posso fazer para que a lesão não piore. A dor não deve ser eliminada. Ela é uma amiga. Caso eu tome algum analgésico, estaria mascarando a dor. Seria o mesmo que desligar as luzes de aviso do painel de um carro.

Muitas lesões crônicas ocorrem por causa do uso indevido dos analgésicos que fazem com que a pessoa se desconecte da dor. Ao não sentirem mais dor, a pessoa volta a realizar suas atividades físicas regulares, e como a lesão ainda está presente, retardam a fase de recuperação.

Um dos melhores “remédios” para este tipo de lesão são paciência, repouso e gelo.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Comentários

    2 respostas para "A Dor Amiga"

    • Marcelo Sade.

      Melhoras rapido com toda esse consciência. Abraço. Meu companheiro de curso.

Deixe um Comentário:

Your email address will not be published.

8 − 3 =